Notícias

5 práticas para convencer seu público

Publicado dia 18/08/2017 às 10h38min
Qualquer profissional que queira liderar bem sua equipe e alcançar grandes resultados deve se preocupar com a maneira com que se comunica com as pessoas.
Qualquer profissional que queira liderar bem sua equipe e alcançar grandes resultados deve se preocupar com a maneira com que se comunica com as pessoas.
 
Reinaldo Passadori, especialista em comunicação e autor do livro ”Quem não comunica, não lidera” diz que o processo de liderança é pautado pela habilidade de comunicação, que requer formação técnica e conhecimento para que um executivo assuma seu papel de líder.
 
“Sem a comunicação não é possível influenciar, dirigir um trabalho e envolver grupos”, afirma Passadori. 
 
É preciso lançar mão de métodos e estratégias para lidar com algumas armadilhas que surgem no processo de construção de um discurso. A seguir, as recomendações do consultor: 
 
»NÃO SE PREOCUPE COM BELEZA
 
De acordo com Passadori, a comunicação clara e objetiva é uma competência que todos os líderes e profissionais deveriam perseguir para se relacionar melhor.
 
Preocupar-se com palavras rebuscadas com a intenção de embelezar uma fala é algo que só funciona em discussões literárias. Quanto mais alguém diz com clareza o que pensa e sente, mais transparência demonstra e mais próximo de sua equipe  ficará.
 
Não espere que as pessoas tenham o mesmo conhecimento acadêmico ou teórico que você. Utilizar uma linguagem rebuscada o tempo todo pode ser chato.
 
Antes de dizer algo importante, saiba claramente o que é preciso ser dito e como a apresentação transcorrerá. 
 
O especialista lembra a fórmula que nunca falha: introdução + desenvolvimento + conclusão. Para outros casos mais complexos também vale definir pontos-chaves para seu discurso. O importante é garantir que haja um assunto definido e um caminho claro que leve à conclusão principal.
 
»ESCUTE O QUE VOCÊ FALA  
 
Quase 90% dos discursos são recheados de pequenos vícios de linguagem: né, hum, tipo assim, entre outras expressões ou vogais continuadas.
 
Reinaldo Passadori
Passadori: evite vícios de linguagem
Para identificar suas principais falhas e pausas, colha informações a respeito do que você está realmente falando o tempo todo.
 
É possível gravar alguns dos diálogos que se estabelece durante um dia de trabalho ou até mesmo analisar áudios que se costuma enviar via o aplicativo Whatsapp.
 
Isso vai te munir de informações e ainda apresentar respostas como, por exemplo, se a linguagem está adequada e se a comunicação foi realmente efetiva.
 
»NÃO FALE DE FORMA LINEAR 
 
A mensagem que se deseja transmitir pode até ter sido bem elaborada, mas o tom de voz utilizado pode fazer com que você seja mal interpretado. 
 
Passadori diz que os limites entre a agressividade, a firmeza e a indiferença são muito delicados.
 
“Não deixe que sua confiança passe por cima do seu discurso”.
 
»RECONHEÇA SUAS CARACTERÍSTICAS POSITIVAS  
 
Tom de voz, concordância, ritmo, vocabulário, linha de raciocínio, empatia – cada pessoa tem uma ou outra habilidade mais desenvolvida.
 
Perceba o maior número de sinais positivos e invista nisso, aconselha o especialista. 
 
Muitas pessoas se tornam excelentes comunicadoras e impressionam quando falam. Porém, é essencial desenvolver também habilidades de relacionamento ou empatia para criar conexões com as pessoas ao seu redor. 
 
Passadora recomenda comparar sua reação quando encontra alguém pela primeira vez com uma conversa com um velho amigo.
 
Isso é o que ele chama de habilidade de relacionamento –identificar esse comportamento pode ajudar a desenvolver ligações mais profundas que constroem uma boa comunicação.
 
»APRIMORE-SE CONTINUAMENTE 
 
Superar limites e sair da chamada  zona de conforto demanda  um processo de desenvolvimento que inclui mudanças interiores.
 
Passadori diz que todo tipo de discurso precisa ser adaptado, seja para um público, local ou ocasião. 
 
Por isso, é importante estar em contato com diferentes tipos de linguagem e públicos, ler livros, revistas e jornais de diferentes segmentos para saber como adequar sua fala e estar em constante aprendizado.
Fonte: MKT ACIAI